Tudo serve de pretexto... mais uma publicidade, desta vez de uma cerveja, para falar de Carmina Burana.

 

Esta é uma cantata de Carl Orff (1895-1982), estreada em 1937. O compositor alemão utilizou poemas medievais escritos por monges, que tinham por base a relação entre o homem e a natureza.

Embora tivesse sido inicialmente composta para ser uma ópera, devido ao seu grande êxito, passou a ser apenas cantada, sem representação cénica.

 

Com uma reduzida componente harmónica,  esta obra distingue-se por se basear no ritmo e na sua orquestra inédita, composta essencialmente por instrumentos de percussão e vários pianos.

 

Devido à  sonoridade e à sugestão apocalíptica desta obra, tem sido sucessivamente utilizada em vários anúncios e filmes, como Excalibur e  The Doors de Oliver Stone.

 

Carl Orff, para além de compositor, foi essencialmente um pedagogo, que criou  uma pedagogia musical baseada na sua própria experiência com crianças.  Utilizava como base pedagógica a música, principalmente o ritmo e a melodia, através da palavra.

 

Criou ainda o Instrumental Orff, um método de ensino musical baseado na percussão. São os seus instrumentos que temos nas escolas para realizar música com os alunos: xilofones, metalofones, tamborins, pandeiretas, clavas, pratos, etc.etc... 

 

 Carmina Burana de Carl Orff, num anúncio de cerveja.

publicado por ProfZ às 08:45 |

"A música está em tudo.

Do mundo sai um hino."

(Victor Hugo)

mais sobre mim
pesquisar no blog
 
Escreva-me

arquivo
2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

Visitas
cool graphics
RSS
SAPO Blogs