Se eu podia viver sem a música...

Poder... podia... mas não era a mesma coisa...

 

Frase semelhante à utilizada na publicidade da Zon.. vá lá... um pouco de publicidade para os senhores não se zangarem, e me pedirem direitos de autor

"Your love"  da autoria de Ennio Morricone, A. Stainton e  M. Travia interpretado pela portuguesa Dulce Pontes.

publicado por ProfZ às 20:58 |

 

Nos últimos anos temos tido a oportunidade de ver grandes filmes com excelentes argumentos, muita tecnologia  que muitas vezes originaram, no seu todo,  grandes êxitos.

 

A música, uma parte por vezes menos falada da indústria cinematográfica, tem sido também uma componente importante para o êxito de alguns filmes.

Compostas por grande nomes da cena musical internacional, ou por grandes compositores que se dedicaram a este tipo de produções,  as obras musicais têm um papel muito  importante na caracterização de personagens , cenas ou ambientes.

 

David Newman (1954)  maestro e compositor americano que tem muitos trabalhos nesta área, mostra-nos neste vídeo excertos de músicas gravadas em estúdio, que fizeram parte de muitos êxitos cinematográficos...

  

 

publicado por ProfZ às 10:38 |

 

A história da música está repleta de episódios curiosos, que deram origem a composições que se tornaram notórias por algo mais, além das suas notas, ritmo ou melodia.

 

Joseph Haydn (1732-1809) compositor e músico de orquestra  trabalhou quase toda a sua vida para o príncipe Esterhazy da Áustria.  Este príncipe tinha mais do que um palácio e gostava de passar longas temporadas em cada um deles.

 

Conta-se que, numa dessas temporadas longe de Viena, os músicos começaram a sentir saudades das suas famílias e pediram a Haydn para dizer ao príncipe que queriam regressar a casa.


Haydn escreveu, então, a "Sinfonia do Adeus", uma maneira muito original de fazer o príncipe entender o pedido dos músicos.

 

Assim, no último andamento desta sinfonia,  os músicos vão saindo do palco um a um, ficando, no final, apenas o violino, originalmente o próprio Haydn, que fazia parte da orquestra.

 

E parece que resultou....o príncipe Esterhazy entendeu a mensagem, e os músicos regressaram a casa...

 

 

 

publicado por ProfZ às 09:02 |

 

"Dueto de gatos" é uma curiosa e (muito divertida!) peça, cuja autoria se atribui a Gioachino  Rossini (1792-1868).

Alguns musicólogos afirmam que se trata de uma obra do inglês Robert Lucas Pearsall. Este compositor terá realizado em 1825 uma compilação de vários trechos da ópera "Otelo", de 1816 de Rossini.


Seja como for, trata-se de um dueto  cómico para dois sopranos que tem como letra... apenas a onomatopeia "Miau".

Existem várias interpretações desta peça, mas esta é divinalmente afinada, embora pouco expressiva, e cheia de humor... Miaaauuuu!!!! 

 

 

publicado por ProfZ às 10:23 |

"A música está em tudo.

Do mundo sai um hino."

(Victor Hugo)

mais sobre mim
pesquisar no blog
 
Escreva-me

arquivo
2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

Visitas
cool graphics
RSS
blogs SAPO