Faz este ano 200 anos que faleceu  Joseph Haydn (1732-1809). Nascido na Áustria, foi um dos compositores mais importantes do Período Clássico.  Foi considerado o pai da sinfonia e do quarteto de cordas.

 

Foi amigo de Mozart, professor de Beethoven e como compositor propôs o aperfeiçoamento de uma nova linguagem musical. A sua produção musical foi imensa e abrangeu cerca de cinquenta anos, compondo 104 sinfonias (exactamente... 104!!!) e 83 quartetos de corda, entre muitas mais dezenas de outras obras, também muito importantes.

 

Mas há uma delas que se tornou conhecida de todos , porque foi adoptada como hino nacional da Alemanha. Trata-se do 2º andamento do Quarteto de Cordas, intitulado o Imperador, composto em 1797.

 

  

publicado por ProfZ às 09:05 |

 

Já no fim... finzinho... desta quadra natalícia... e no adeus à árvore de Natal , fica a canção  de Natal deste ano da Rádio Comercial (extraordiária!!!!!)

Este ano,  juntou mais de uma dezena de artistas para criar uma Música de Natal muito especial. A letra é de Vasco Palmeirim, que também fez as vezes de maestro, e a canção é adaptada de "All I Want for Christmas", o original de Mariah Carey.

 

 
LETRA
Escrevo-te mais uma vez
Meu querido Pai Natal
Este ano portei-me bem
Nao tenho registo criminal
E há uma coisa que não esqueço
e é isso mesmo que te peço
Quero um Natal
Com a Rádio Comercial!

Quero ver o Natal nas ruas
Faça frio ou faça sol
Quero encher-me de rabanadas
Sem afectar o colestrol
Quero conhecer o Obama
e cantar com a Lenita Gentil
Quero ver a selecção
a não levar seis do Brasil
E há uma coisa que não esqueço
e é isso mesmo que te peço
Quero um Natal
Com a Rádio Comercial!

Quero sonhos e azevias
E bacalhau com pouco sal
Quero ver a Heidi Klum
Vestida de Mãe Natal
Quero a família reunida
E os presentes do costume
As peúgas, as cuecas, as meias, as agendas
E o belo do perfume
E há uma coisa que não esqueço
e é isso mesmo que te peço
Quero um Natal
Com a Rádio Comercial!

Quero visitar os meus primos de França
E eu não quero saber o quanto marca a balança
E por todo o Portugal
Ouve-se a Comercial
Não há outro som que seja mais bonito
Bonito, bonito são as canções do Tozé Brito

Desejo sorte e saudinha
Para si e para os seus
Pra mim, quero discos de platina
E tocar nos Coliseus
E há uma coisa que não esqueço
e é isso mesmo que te peço
Quero um Natal
Com a Rádio Comercial!!!

Bom Natal com a Comercial!!!


Artistas convidados:
Luís Represas
André Sardet
João Pedro Pais
Susana Félix
Mafalda Veiga
Ricardo Azevedo
Olavo Bilac (Santos & Pecadores)
Miguel Gameiro (Pólo Norte)
Armando Teixeira (Balla e Bullet)
Serafim Borges (Classificados)
Diogo Dias (Klepht)
Miguel Bello (Lulla Bye)
Orlando Pona (EZ Special)
Duarte Arribança (CAIM)

 

 

publicado por ProfZ às 20:42 |

 

As Janeiras, ou cantar as Janeiras, é uma tradição portuguesa que consiste na reunião de grupos que, cantando de porta em porta, desejam às pessoas um feliz ano novo.

 

Podem  ser utilizados instrumentos musicais, como a pandeireta, flauta, viola, acordeão e bombo no acompanhamento. As músicas são normalmente conhecidas e a letra varia de localidade para localidade.

 

 

As Janeiras

 

Um Ano Novo entrou
As Janeiras vamos cantar
Pedindo a vossa bondade
De quem nos queira ajudar.

 

Janeiras, lindas Janeiras,
Senhores vimos cantar
Boas Festas e alegria
Vos queremos desejar.

Que todos os Mirenses
Tenham muitas felicidades
Presentes e ausentes
De todas as idades.

Senhores não demoreis
Que é muito frio o luar,
Vinde-nos dar as Janeiras
Que nós temos de caminhar.

Boas noites meus senhores
Até p'ró ano que vem
Alegria e paz em Deus
E na Virgem, Sua Mãe.

 

 

Ainda outro exemplo, desta vez de Zeca Afonso, mas de inspiração popular:

 

NATAL DOS SIMPLES

Vamos cantar as janeiras
Vamos cantar as janeiras
Por esses quintais adentro vamos
Às raparigas solteiras

Vamos cantar orvalhadas
Vamos cantar orvalhadas
Por esses quintais adentro vamos
Às raparigas casadas

Vira o vento e muda a sorte
Vira o vento e muda a sorte
Por aqueles olivais perdidos
Foi-se embora o vento norte

Muita neve cai na serra
Muita neve cai na serra
Só se lembra dos caminhos velhos
Quem tem saudades da terra
Quem tem a candeia acesa
Quem tem a candeia acesa

Rabanadas pão e vinho novo
Matava a fome à pobreza
Já nos cansa esta lonjura
Já nos cansa esta lonjura
 

Só se lembra dos caminhos velhos
Quem anda à noite à ventura
 

 Mais um exemplo em vídeo:

 

 

publicado por ProfZ às 08:57 |

 

"Não sou eu.

São as músicas.

Eu sou só o carteiro.

Eu entrego as músicas."

 

Bob Dylan

(1941) Compositor e cantor norte-americano

publicado por ProfZ às 09:16 |

 Palavra de ordem para 2009!!!

 

publicado por ProfZ às 12:52 |
sinto-me: Decidida a superar tudo!!!!

 

É claro que conta e muito!!!!

 

Recebo os emails e registo todas as opiniões...

A mais frequente tem sido... escrevo muito...  e obrigo os leitores a ...  ler muito....

 

Vou tentar dar informações mais curtas... mas estas últimas não resisti...

 

Mas fica prometido... em 2009... menos palavrinhas....

 

PS. Já agora... podem deixar as vossas opiniões nos comentários, logo a seguir a cada post.

publicado por ProfZ às 12:20 |

Desde o dia 1 de Janeiro até ao próximo domingo, podemos encontrar em várias localidades,  concertos de Ano Novo, uma tradição seguida em muitas capitais da Europa Central.

Mas foi em Viena que este costume se iniciou.

 

O Concerto de Ano Novo da Orquestra Filarmónica de Viena (em alemão: Das Neujahrskonzert der Wiener Philharmoniker) é um célebre concerto de música erudita (normalmente denominada clássica), que é realizado todos os anos no dia 1 de Janeiro desde 1939, na sala grande do Musikverein, em Viena, na Áustria. A sua transmissão  televisiva é vista anualmente por mais de mil milhões de espectadores em todo o mundo.

 

O programa é uma celebração de alegria e esperança através da música vienense do século XIX, incluindo invariavelmente valsas, polkas, mazurcas e marchas da família Strauss (Johann Strauss I, Johann Strauss II, Josef Strauss e Eduard Strauss), bem como peças de outros compositores austríacos como  Wolfgang Amadeus Mozart e Franz Schubert.

Este ano, pela primeira vez, foi tocada música de Joseph Haydn (o 4º andamento da  "Sinfonia do Adeus), em homenagem ao 200º aniversário da morte do compositor, que é celebrado este ano.

 

Normalmente são tocadas 12 peças, com uma duração de cerca de duas horas e meia com um intervalo. O concerto encerra com a Marcha Radetzky de Joann Strauss (1804-1849) , uma composição alegre e festiva, em que a  audiência é convidada a participar aplaudindo ao ritmo indicado pelo maestro, que se vira para a audiência para a dirigir.

 

 

publicado por ProfZ às 19:42 |

 

ABBA foi, no ano que acabou, muito falado, por ser o intérprete original das músicas do filme Mamma Mia. Trata-se de um grupo sueco, formado por volta de 1970-1972 pelos músicos e compositores Björn Ulvaeus e Benny Andersson, e as vocalistas Agnetha Fältskog e Anni-Frid Lyngstad (também conhecida por Frida).

 

O nome da banda é um acrónimo formado pelas primeiras letras do nome de cada um dos intérpretes e de 1976 em diante, o primeiro B no logo da banda passou a ser escrito invertido em todos os materiais promocionais.

 

Foi o grupo musical sueco de maior sucesso mundial, dominando os principais tops em toda a Europa entre a segunda metade da década de 1970 e o início dos anos 1980.

Ficou muito conhecido pelo seu visual moderno e divertido e pelas suas músicas que faziam muito sucesso. É por isso  considerada a segunda banda mais famosa de todos os tempos, depois dos Beatles.

 

 

Este grupo gravou em 1980  "Happy New Year" que se tornou um êxito e foi por isso editado também um single no Japão.

 

Uma bonita  composição  (sou fã dos ABBA... claro!!) para desejar a todos os que me visitam ...

 

Feliz Ano Novo!!! 

No more champagne
And the fireworks are through
Here we are, me and you
Feeling lost and feeling blue
It's the end of the party
And the morning seems so grey
So unlike yesterday
Now's the time for us to say...

Happy new year
Happy new year
May we all have a vision now and then
Of a world where every neighbour is a friend
Happy new year
Happy new year
May we all have our hopes, our will to try
If we don't we might as well lay down and die
You and I

Sometimes I see
How the brave new world arrives
And I see how it thrives
In the ashes of our lives
Oh yes, man is a fool
And he thinks he'll be okay
Dragging on, feet of clay
Never knowing he's astray
Keeps on going anyway...

Happy new year
Happy new year
May we all have a vision now and then
Of a world where every neighbour is a friend
Happy new year
Happy new year
May we all have our hopes, our will to try
If we don't we might as well lay down and die
You and I

Seems to me now
That the dreams we had before
Are all dead, nothing more
Than confetti on the floor
It's the end of a decade
In another ten years time
Who can say what we'll find
What lies waiting down the line
In the end of eighty-nine...

Happy new year
Happy new year
May we all have a vision now and then
Of a world where every neighbour is a friend
Happy new year
Happy new year
May we all have our hopes, our will to try
If we don't we might as well lay down and die
You and I

 

Letra daqui

publicado por ProfZ às 09:38 |

"A música está em tudo.

Do mundo sai um hino."

(Victor Hugo)

mais sobre mim
pesquisar no blog
 
Escreva-me

arquivo
2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

Visitas
cool graphics
RSS
SAPO Blogs